Portal | ADSMC

Notícias da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em São Miguel dos Campos/AL.

Atendimento

terça, quinta e sexta das
08h às 13h.
(82) 3271 2498
adsmc@uol.com.br

→ Notícias

Lição 03: A INERRÂNCIA DA BÍBLIA

Comentário Pr. Jairo Teixeira Rodrigues

Publicado em 15 jan 2022

INTRODUÇÃO

Nesta lição veremos o que é a inerrância bíblica; pontuaremos porque as Escrituras Sagradas são inerrante; Vivemos um tempo difícil em que homens que apostataram a fé, e tentam negar a infalibilidade da Palavra de Deus. Essa doutrina segundo a qual a Bíblia não contém erro algum denomina-se “Inerrância das Escrituras”. Por isso podemos confiar em sua mensagem que é incorruptível.

I – O QUE É INERRÂNCIA DA BÍBLIA

A Inerrância é a doutrina segundo a qual a Bíblia não contém erro algum.

. Ela é verdadeira em tudo o que afirma.

. Ela é isenta de erros nos aspectos:

. Doutrinários, Espirituais, Históricos, Culturais, Científicos, etc.

O argumento é irrefutável: Deus não pode errar, e, como a Bíblia é divinamente inspirada, ela não pode conter erros

A Inerrância, a infalibilidade e a inspiração estão entrelaçadas.

 “A Bíblia é a nossa única fonte de autoridade, a inerrante, infalível, completa e inspirada Palavra de Deus” (Sl 19.7; Jo 10.35) (Nossa Declaração de fé)

– A palavra inerrância vem do vocábulo latino “inerrantía” e significa, literalmente: “qualidade daquilo que não tem erro; infalível”. O Dicionarista Houaiss acrescenta que inerrância é algo “fixo, imóvel”, que não comete erros; que não se engana; infalível.

– A inerrância bíblica é a doutrina segundo a qual as Sagradas Escrituras não contêm quaisquer erros, por serem a inspirada, infalível e completa Palavra de Deus. A Bíblia é inerrante tanto nas informações que nos transmite como nos propósitos que expõe e nas reivindicações que apresenta. Sua inerrância é plena e absoluta. Isenta de erros doutrinários, culturais e científicos, inspira-nos ela confiança plena em seu conteúdo. Neste sentido, a doutrina da inerrância bíblica pode ser compreendida, também, como sinônimo de infalibilidade.

A inerrância das Escrituras, antes de ser atestada por algumas áreas do conhecimento humano, é autodeclarada pela própria Escritura, pois a sua infalibilidade não depende do juízo dos homens.

Porque a palavra de Deus é infalível. Por infalível compreende-se: que a Bíblia é infalível em tudo o que diz. Eis porque a Palavra de Deus pode ser assim considerada: l) Suas promessas são rigorosamente observadas; 2) Suas profecias cumprem-se deforma detalhada e clara (haja vista as Setenta Semanas de Daniel l); 3) O Plano de Salvação é executado apesar das oposições satânicas. Nenhuma de suas palavras jamais caiu, nem cairá, por terra. (Nm 23.19, Mc 13.31)

II – O ESPÍRITO SANTO PRESERVOU AS ESCRITURAS

Os manuscritos originais são chamados de autógrafos.

. Neles estão a inerrância da Bíblia. As cópias fiéis desses manuscritos preservam a exatidão dos originais.

. Os autógrafos são os textos com a grafia de próprio punho do autor bíblico ou de seu escrevente (Fm 1.19; Rm 16.22)

. Os autógrafos foram inspirados pelo Espírito Santo (2Pe 1.21)

. O Espírito Santo manteve a revelação divina incorruptível (Jo 14.17; 16.13,14). Fora dessa compreensão, a Bíblia não seria fonte de autoridade (Jo 5.39; G1 3.8-22)

Os manuscritos apógrafos. As cópias dos manuscritos originais são chamadas de apógrafos

. Atualmente, existem cerca de 25.000 cópias dos manuscritos bíblicos

. A maioria dos apógrafos estão escritos em hebraico, grego e latim.

Os escribas judeus transcreveram os originais do Antigo Testamento com precisão milimétrica.

Cremos que: O ato da inspiração aconteceu uma só vez na redação primária da Palavra de Deus (os autógrafos)

. A qualidade dessa inspiração foi preservada pelo Espírito Santo nas cópias dos originais (os apógrafos). A versão da Bíblia fidedigna aos originais, não deixou de manter a exatidão do real significado das palavras inspiradas por Deus (Mt 5.18; 24.35)

CONCLUSAO: Os profetas entendiam as palavras de Deus como infalível e inerrante, isso fica bem visível na mensagem de Deus por meio do profeta Jeremias: “E disse-me o Senhor: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir.” (Jr 1.12). O nível de comunhão desses homens, levantados por Deus, era tão grande que impediam que houvesse qualquer dúvida quando o cumprimento da palavra do Senhor. Logo, o testemunho dos profetas era no sentido da veracidade, inerrância e infalibilidade das Escrituras. A Bíblia, sem sombra de dúvida, é a inerrante, genuína e infalível Palavra de Deus.


Comente a matéria

*Seu e-mail não será publicado.

*
*

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
YouTube
YouTube
Instagram