Portal | ADSMC

Notícias da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em São Miguel dos Campos/AL.

Atendimento

terça, quinta e sexta das
08h às 13h.
(82) 3271 2498
adsmc@uol.com.br

→ Notícias

Lição 06 – O Ministério de Apóstolo

Comentário Pr. Jairo Teixeira Rodrigues.

Publicado em 08 maio 2021

Efésios 4:11

Introdução: A partir desta lição, trataremos dos dons ministeriais relacionados em Efésios 4.11: apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e doutores. O primeiro dom listado por Paulo é o de apóstolo, vamos começar nosso estudo por ele. A primeira indagação que, em geral, fazemos quando estudamos a respeito deste dom ministerial é: “Ainda existem apóstolos?” Primeiro precisamos da definição do vocábulo que significa literalmente enviado. De certa forma, todos os crentes são enviados a pregar as Boas- Novas. O colégio apostólico foi único. Ele foi formado por JESUS no momento da escolha dos Doze que receberam o nome de enviados. Como homem perfeito, JESUS tinha consciência de que não poderia realizar sua missão sozinho.

Para ser apóstolo, um dos requisitos era ter estado pessoalmente com CRISTO. Atualmente, de certa forma, todos que creem em JESUS e já tiveram um encontro com Ele são apóstolos, pois CRISTO, antes de ascender aos céus, declarou a todos os seus discípulos: “Ide por todo o mundo” (Mc 16.15). A Igreja de JESUS tem uma missão apostólica. O apóstolo é alguém enviado por JESUS CRISTO com uma mensagem especial, servos de DEUS separados para uma missão específica, diferente dos mestres, profetas e evangelistas. Estes receberam o dom ministerial, descrito em Efésios 4.11. Podemos afirmar que os missionários são os apóstolos da atualidade. O apostolado não é um título pomposo, especial, também não é um cargo hierárquico. Ser apóstolo é ter uma missão específica a cumprir no Reino de DEUS.

I – O COLÉGIO APOSTÓLICO 

-O termo “apóstolo”.

(Strong Português) – αποστολος – apostellein – apóstolos – Em hebraico shalah – um delegado, mensageiro, alguém enviado com ordens.

-Primeiro colegiado formado pelos apóstolos:

Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes: O primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão; Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Lebeu, apelidado Tadeu; Simão, o Zelote, e Judas Iscariotes, aquele que o traiu (sendo este substituído por Matias – E, lançando- lhes sortes, caiu a sorte sobre Matias. E, por voto comum, foi contado com os onze apóstolos. Atos 1:26). Mateus 10:2-4

Paulo foi apóstolo do segundo colegiado quando os apóstolos do primeiro colegiado ainda estavam vivos. Na convenção que houve em Jerusalém registrada no capítulo 15 de Atos ninguém se levantou contra o apostolado de Paulo, mesmo porque DEUS confirmava o apostolado de Paulo com sinais, prodígios e maravilhas. Além de Paulo, Barnabé, Tiago, irmão de JESUS, Andrônico e Júnia, foram também denominados apóstolos.

O próprio Paulo reconhece Matias como apóstolo substituto de Judas, o traidor. 1Corintios cap. 15 e vers. 5 diz: e foi visto por Cefas e depois pelos DOZE, e no versículo 8 Paulo diz que JESUS apareceu a ele próprio por último (fazendo distinção dos 12), indicando que JESUS apareceu primeiro aos 12 no verso 5.

A quem Paulo se referiu em respeito aos 12?

Paulo aparece no verso 8 como distinto dos 12, então a resposta é óbvia, não era Judas Iscariotes pois ele não viu o CRISTO ressurreto e se perdeu, suicidando-se, portanto Matias viu, e quando Paulo fala que os 12 viram, já haviam feito a substituição de Judas por Matias, pelo motivo de se referir aos 12 e não aos 11, Paulo reconheceu ser Matias dos 12.

Pergunta da lição 6.

Se o dom de apóstolo é atual, quem são os apóstolos nossos? O apóstolo Paulo liderava homens de DEUS como Timóteo, Tito, etc…. O apóstolo Paulo escrevia edificações, exortações e consolações aos seus liderados, Chamava a atenção de alguns e corrigia outros. Por que não temos ninguém em nossa igreja com nome de apóstolo? Encontramos na Bíblia, no Novo Testamento, além dos apóstolos do primeiro colegiado que andaram com JESUS, os apóstolos seguintes da igreja, como Paulo, Barnabé, Tiago, irmão de JESUS, Andronico e Júnia, entre outros. At 14:14 Ouvindo, porém, isto, os apóstolos Barnabé e Paulo, rasgaram os seus vestidos, e saltaram para o meio da multidão, clamando. Gl 1:19 E não vi a nenhum outro dos apóstolos, senão a Tiago, irmão do SENHOR. Rm 16:7 Saudai a Andrónico e a Júnia, meus parentes e meus companheiros na prisão, os quais se distinguiram entre os apóstolos e que foram antes de mim em CRISTO.

Primeiros apóstolos formavam o primeiro colégio apostólico – Fundamento da igreja. Deram início à igreja de CRISTO na Terra logo após serem batizados no ESPÍRITO SANTO – edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que JESUS CRISTO é a principal pedra da esquina; Efésios 2:20

Outros apóstolos – ministérios – pessoas dadas à igreja já formada pelos apóstolos do primeiro colégio apostólico.

Exemplos: Paulo (“o menor dos apóstolos” – 1 Co.15.9; Rm 1.1; 2 Co 1.1), Barnabé (At 14.14). Havia “outros apóstolos”, a que Paulo se referia em sua carta aos romanos (Rm 16.7) e em outras epístolas (G1 1.19; 1 Ts 2.6,7).

O apóstolo é um enviado por JESUS CRISTO para pregar o Evangelho em áreas ainda não alcançadas, é um desbravador que vai abrir o trabalho em local ainda não evangelizado. Evidente é que nas modernas metrópoles há espaço para apóstolos devido à falta de penetração do evangelho por parte de nossas tradicionais igrejas.

II – O APÓSTOLO PAULO

-O apóstolo Paulo gostava de permanecer mais tempo em cidades grandes, como Filipos, Éfeso e Corinto, por exemplo. Creio que a maioria dos apóstolos modernos que surgiram no Brasil, são apóstolos mesmo no sentido correto do ministério, a maioria tem exercido seu ministério apostólico através da mídia, o meio mais eficaz de se pregar o evangelho nos dias atuais. DEUS os abençoe pelos milhões de salvos que estes têm ganhado para JESUS em nossa nação.

-Existe 13o apóstolo? Paulo foi esse 13o apóstolo? NÃO.

É necessário, pois, que, dos varões que conviveram conosco todo o tempo em que o Senhor JESUS entrou e saiu dentre nós, começando desde o batismo de João até ao dia em que dentre nós foi recebido em cima, um deles se faça conosco testemunha da sua ressurreição. Atos 1:21,22 – PAULO NÃO CUMPRE ESSES QUISITOS (não esteve com JESUS vivo num corpo humano, não esteve no batismo de João Batista, não foi testemunha ocular da ressurreição de JESUS).

Não existe 13o apóstolo no primeiro colégio apostólico. A discussão é em torno de se admitir Paulo ao invés de Matias no colégio apostólico. Uns acham que a escolha dos apóstolos foi errada e não estava de acordo com a vontade de DEUS. Muitos acham que tirar sortes não indicaria a pessoa certa. Muitos acham que Paulo é o 12o apóstolo porque teve um encontro pessoal com JESUS, aprendeu muito do próprio JESUS e testificou da ressurreição de JESUS. Eu vejo que Paulo teve especial tratamento por parte de DEUS, é o homem mais importante da bíblia para mim, depois de JESUS, mas, para mim, ele foi um apóstolo à parte, de um ministério totalmente diferente dos outros primeiros apóstolos. Se os apóstolos foram escolhidos como representantes de Israel na Nova Aliança, Paulo foi escolhido como apóstolo dos gentios, de um ministério voltado para todos os povos que se arrependem de seus pecados e são salvos pela graça de DEUS. Paulo, como precursor desse apostolado aos gentios tinha mesmo que ser especial em todos os sentidos. Paulo pertence ao segundo apostolado, juntamente com Barnabé, e os irmãos de JESUS (Tiago e Judas).

III – APOSTOLICIDADE ATUAL

-Apóstolos como eles, não existem mais. Eles eram apóstolos no sentido estrito da palavra, e nas circunstâncias em que foram chamados e enviados por JESUS, como homem na Terra. Fizeram parte do primeiro colégio apostólico. Como esses não existem mais, porém, o ministério apostólico da Igreja está em pleno exercício (Ef 4.11).

-Se nós aceitarmos que Paulo é o 12o apóstolo vamos ter que aceitar que hoje existem apóstolos do primeiro colégio apostólico, pois muitos apóstolos hoje alegam terem se encontrado com CRISTO e terem recebido revelações Dele. Sendo que os católicos apostólicos romanos querem dizer que o papa é substituto de Pedro e de seu apostolado. Vamos concordar com eles? Creio que não. Seria o mesmo que concordar com a reencarnação, doutrina totalmente antibiblica.

Se JESUS sabia que Judas o trairia e que os discípulos colocariam Matias em seu lugar, é evidente que se isso não tivesse apoio de DEUS, JESUS já teria deixado uma ordem para os discípulos para substituírem Judas por Paulo, por exemplo, ou por alguém, no caso, que eles conheceriam depois. Chance para isso ELE teve logo após ressuscitar e passar 40 dias aparecendo aos discípulos. Não, ELE não deu instruções sobre isso a nenhum apóstolo de seu primeiro colégio apostólico. Matias era escolha de DEUS confirmada pelos apóstolos, mesmo sendo com a ajuda de um artifício de sortes, no momento, o único que conheciam e que confiavam que DEUS estava no controle. O importante ai não é o meio que usaram, pois poderiam escolher tanto José como Matias, ambos com qualificações para exercer a função. Usaram o método de tirar sortes apenas para saber qual dos dois e não para saberem se era para escolher outro no lugar de Judas. Isso já estava escrito na bíblia. creio que quem inspirou Pedro a fazer isto foi o ESPÍRITO SANTO que estava nele desde o dia em que JESUS assoprou sobre eles e disse: “Recebei o ESPÍRITO SANTO” (João 20:22). Portanto, já tinham o ESPÍRITO SANTO a lhes guiar.

Paulo ao escrever 1Corintios cap. 15 e vers. 5 diz: e foi visto por Cefas e depois pelos DOZE, e no versículo 8 Paulo diz que JESUS apareceu a ele próprio por último (fazendo distinção dos 12), indicando que JESUS apareceu primeiro aos 12 no verso 5.

A quem Paulo se referiu em respeito aos 12?

Paulo aparece no verso 8 como distinto dos 12, então a resposta é obvia, não era Judas Iscariotes pois ele não viu o CRISTO ressurreto e se perdeu, portanto Matias viu, e quando Paulo fala que os 12 viram, já havia feito a substituição de Judas por Matias, pelo motivo de se referir aos 12 e não aos 11, e Paulo reconheceu ser Matias dos 12.

-Um dos maiores equívocos, cometidos por muitos líderes de igrejas, nos dias presentes, é o de entender que o título de “Apóstolo” lhes confere posição hierárquica superior ao de pastor, evangelista, profeta ou mestre. Já são conhecidos exemplos diversos de obreiros, que eram detentores do título de “pastor”, devidamente ordenados por seus ministérios ou convenções, os quais arrogaram para si o título de “apóstolo”, com o objetivo de se colocarem em posição ministerial “superior”. Procedimento totalmente fora de propósito ou de fundamento escriturístico. Esquecem-se tais “apóstolos”, que a maior função, no ministério de CRISTO, é o de “servo fiel” (Nm 12.7; Hb 3.5; Mt 25.21-23). Também lembremo-nos de que Pastor não é maior que apóstolo, nem que evangelista, nem que profeta, nem que mestre. Todos são ministros de CRISTO e estão a serviço do corpo de CRISTO cuja cabeça é CRISTO.

CONCLUSÃO: Atualmente, o que podemos ver como ministério de caráter apostólico, é o trabalho dos apóstolos de CRISTO como Tiago, irmão do Senhor, Andrônico, Júnias, Paulo e Branabé o foram e que hoje fazem o mesmo tipo de trabalho abindo e corrdenando o trabalho de novas Igrejas. Onde deixamos espaço sem evangelizar se torna campo missionário a ser ocupado por um apóstolo e os missonários a eles inseridos.

Paulo ensina que JESUS, depois de subir ao alto e levar “cativo o cativeiro”, “deu dons aos homens”. Observando o texto bíblico, de Efésios 4.11, lemos: “E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de CRISTO” (Ef 4.11,12). Esses “homens-dons”, concedidos por DEUS e seus ofícios ou ministérios, têm por finalidade alcançar a “unidade do ESPÍRITO” (Ef 4.3), visando “o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério” e a “edificação do corpo de CRISTO”.

O ministério de apóstolo deve ser desenvolvido, na atualidade, ao lado dos demais ministérios, indispensáveis à unidade e à edificação do corpo de CRISTO, em pé de igualdade e importância


Comente a matéria

*Seu e-mail não será publicado.

*
*

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
YouTube
YouTube
Instagram