Portal | ADSMC

Notícias da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em São Miguel dos Campos/AL.

Atendimento

terça, quinta e sexta das
08h às 13h.
(82) 3271 2498
adsmc@uol.com.br

→ Notícias

Lição 12 – O REINADO DE JOSIAS

Comentário Pr. Jairo Teixeira Rodrigues.

Publicado em 18 set 2021

2Reis 22:3-5,8

Introdução:  Josias foi o último dos reis justos de Judá. Já em tenra idade (aos dezesseis anos) começou a buscar o Senhor com toda dedicação (2 Cr 34.3) e, quatro anos mais tarde, começou a expurgar de Judá a religião falsa (2 Cr 34.3,4). Enquanto o templo estava sendo restaurado, Hilquias achou o livro da Lei escrito por Moisés (2 Cr 34.15). Surgiu daí um novo compromisso com a Palavra de DEUS, e todo o país experimentou uma renovação espiritual (23.1-30). Os profetas Jeremias, Sofonias e Habacuque ajudaram Josias no seu esforço de reconciliar o povo com DEUS; quanto à condição espiritual do povo nos tempos de Josias, ver Jr 1-12; Hc 1.2-4; Sf 1.1. Com ele aprendemos varias lições preciosas, entre outras, os resultados de  um verdadeiro Avivamento.

  • “Então, disse o sumo sacerdote Hilquias ao escrivão Safã: Achei o livro da Lei na Casa do Senhor. E Hilquias deu o livro a Safã, e ele o leu.” (2 Rs 22.8)
  • Nos dias de hoje, DEUS ainda levanta homens e mulheres dispostos a combater a cultura da idolatria que se perpetua através das gerações.

I – A REFORMA DE JOSIAS:

-Que ele era muito jovem quando começou a reinar (v. 1), com apenas oito anos de idade. Salomão diz: Ai de ti, ó terra, cujo rei é criança. Mas feliz és tu, ó terra, quando o teu rei é tal criança. Nosso Israel inglês teve uma vez um rei que foi uma tal criança, Eduardo VI. Josias, sendo jovem, não tinha recebido nenhuma impressão ruim do exemplo de seu pai e de seu avô, mas viu logo os seus erros, e DEUS lhe deu graça para se sentir advertido por esses erros (veja Ez 18.14ss.).

-Que ele fez o que era reto aos olhos do Senhor (v. 2). Veja a soberania da graça divina — o pai ignorado e deixado a perecer em seu pecado, o filho um vaso escolhido. Veja os triunfos daquela graça — Josias nascido de um pai iníquo, sem que nenhuma boa educação e nenhum bom exemplo lhe fossem dados, ao contrário, tendo muitos à sua volta que o aconselhavam a seguir as pisadas de seu pai e poucos que lhe davam algum bom conselho, mas a graça de DEUS fez dele um santo eminente, cortado do natural zambujeiro e enxertado na boa oliveira (Rm 11.24). Nada é difícil demais para aquela graça realizar. Ele andou por um bom caminho e não se desviou (como alguns de seus predecessores, que começaram bem, tinham feito) nem para a direita nem para a esquerda. Há erros de ambos os lados, mas DEUS o guardou no caminho reto. Ele não caiu nem na superstição nem na profanação.

-Que ele teve o cuidado de reformar o templo. Ele fez isso no décimo oitavo ano do seu reinado (v. 3). Compare com 2 Crônicas 34.8. Ele começou muito mais cedo a buscar ao Senhor (como aparece em 2 Crônicas 34.3), mas parece que a obra de reforma avançou lentamente e encontrou muita oposição, de maneira que ele não poderia realizar o que desejava e planejava, até que seu poder foi completamente confirmado. A consideração do tempo que inevitavelmente perdemos em nossa menoridade deve nos estimular, quando atingirmos a idade, a agir com muito mais vigor no serviço de DEUS. Tendo começado tarde, temos necessidade de trabalhar duro. Ele enviou Safã, o secretário de Estado, a Hilquias, o sumo sacerdote, esse achou o Livro da Lei que estava perdido. Foi o inicio de um verdadeiro Avivamento.

II – PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DE UM AVIVAMENTO.

1-Voltar a  Piedade. A despeito da impiedade de seus antecessores, Josias se dedicou a viver no centro da vontade de Deus, mesmo tendo pouca idade (2Cr 34.3). Vemos que ele se esforçou em: (a) agradar ao Senhor: “E fez o que era reto aos olhos do SENHOR […]”; (b) tomou para si referenciais positivos: “[…] e andou em todo o caminho de Davi, seu pai”; (c) de forma perseverante: “[…]e não se apartou dele nem para a direita nem para a esquerda” (2Rs 22.2); (d) de maneira sincera e sem reservas: “que se convertesse ao SENHOR com todo o seu coração, e com toda a sua alma, e com todas as suas forças” (2Rs 23.25-b); e, (e) de maneira singular: “E antes dele não houve rei semelhante […] e, depois dele, nunca se levantou outro tal” (2Rs 23.25). Não há dúvidas de que Josias foi um grande rei, pois até mesmo o profeta Jeremias usou-o como um exemplo a ser seguido por outros governantes. “Julgou a causa do aflito e do necessitado […]” (Jr 22.16- a), afirmou Jeremias acerca de Josias, ao passo que os reis que o sucederam exploraram o povo, a fim de construir palácios luxuosos (Jr 22.13-15,17). Deixou Josias para nós um grande exemplo de um servo que deseja ter uma vida piedosa (1Tm 4.7,8; 6.11; 2Pd 1.5,6; 3.11).

2- Dar lugar a um  quebrantamento. O rei Josias demonstrou uma profunda sensibilidade e quebrantamento em relação a Deus. Ele conduz o povo a consultar ao Senhor para pedir a sua direção (2Rs 22.13,18). Ao ouvir as palavras do Livro da Lei, o rei rasgou as suas vestes em sinal de verdadeiro arrependimento e humildade diante do Senhor (2Rs 22.11). Tal atitude mostra o quebrantamento que sentiu esse piedoso rei diante dos castigos pronunciados pelo Senhor ao povo de Israel pela desobediência (2Rs 22.16,17). O Senhor não ignorou o clamor humilde de arrependimento do rei (2Rs 22.18,19). O verdadeiro arrependimento, isto é, o voltar-se para o Senhor com o espírito humilde e quebrantado, toca o coração de Deus (Sl 34.18; 51.16-17). Assim aconteceu, por exemplo, com Acabe (1Rs 21.27-29), Ezequias (2Rs 20.2) e o povo de Nínive (Jn 3.7-10)

3-Valorizar o lugar da adoração. Uma das primeiras atitudes piedosas de Josias foi restaurar o lugar separado para adoração a Deus. O Templo em Jerusalém era o centro da adoração e da vida religiosa para os judeus. Era no Templo que se ofereciam holocaustos e sacrifícios ao Senhor (1Rs 8.64; 9.25; 1Cr 16.39,40). Em função da importância que esse lugar tinha, Josias mandou reparar a casa de Deus, que estava, até então, desprezada (2Rs 22.5). No décimo oitavo ano de seu reinado, quando estava com 26 anos de idade, criou um programa de reparos no templo (2Cr 34.8,10), em que ordenou a disponibilidade de recursos financeiros e homens para supervisionar a restauração do lugar da adoração (2Rs 22.3,6,7,9). O amor ao templo, aos cultos, ao lugar da adoração coletiva são alguns dos sinais evidentes de um genuíno avivamento (Sl 122.1; At 2.44,46).

4- Retorno do Valor das Escrituras. Enquanto os trabalhadores faziam os reparos, o sumo sacerdote Hilquias encontrou uma cópia do Livro da Lei. Após ouvir o seu conteúdo, Josias “rasgou as suas vestes” (2Rs 22.8,11-b). Tal atitude mostra o quebrantamento que sentiu esse piedoso rei diante dos castigos pronunciados pelo Senhor ao povo de Israel. Gardner (1999, pp. 386,387) diz que este livro provavelmente foi Deuteronômio, pelos seguintes motivos: (a) as especificações do lugar central de adoração, a destruição dos lugares altos (Dt 12.1-3); (b) maldições resultantes da desobediência (Dt 27 e 28); a celebração da Páscoa (Dt 16.1-8); e, (c) a cerimônia da renovação da aliança (Dt 27; 31; 2Cr 34.30-32; 2Rs 23.2). O Registro Sagrado diz que o rei Josias: (a) achou a Palavra dentro da Casa do Senhor, por meio do sumo sacerdote (2Rs 22.8); (b) o escriba leu a Palavra diante do rei (2Rs 22.10); (c) temeu a Palavra (2Rs 22.11); e (d) agiu por causa da Palavra (escrita e profética), promovendo uma grande reforma religiosa em Judá, pois deu ouvidos à voz do Senhor (2Rs 22.11-20; 23.1-3). Não é possível haver mudanças sem os parâmetros da Palavra de Deus (Ne 8.13,18).

CONCLUSÃO: Não importa o quão distantes estamos de DEUS, sempre podemos nos aproximar. A respeito de “O Reinado de Josias”; Por que Josias foi considerado um dos melhores reis de todo o Israel? Porque expurgou o país de todas as falsas divindades ali colocadas por seus ancestrais; e iniciou em seu reino a maior e mais impactante renovação espiritual vista entre todas as tribos de Israel. Quem foi o primeiro a ler o livro da Lei de Moisés após ser encontrado? O escrivão Safã.O que a leitura do livro da Lei causou no povo? Ao ouvirem a leitura do Livro da Lei, o povo preparou o coração para uma nova aliança com o Senhor.

Quanto tempo depois do início do reinado de Josias a Páscoa foi comemorada? Somente depois de dezoito anos de reinado foi que Josias conseguiu comemorar a primeira Páscoa.

Qual o sentido da Páscoa para todo o Israel? Ela relembrava a proteção divina e o livramento da escravidão no Egito. Aqui estão os resultados de um verdadeiro Avivamento, que necessitamos nos dias atuais.(habacuque 3:2)


Comente a matéria

*Seu e-mail não será publicado.

*
*

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
YouTube
YouTube
Instagram