Portal | ADSMC

Notícias da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em São Miguel dos Campos/AL.

Atendimento

terça, quinta e sexta das
08h às 13h.
(82) 3271 2498
adsmc@uol.com.br

→ Notícias

Lição 8 – PAULO e sua Dedicação aos Vocacionados

Comentário Pr. Jairo Teixeira Rodrigues.

Publicado em 27 nov 2021

Atos 20:28

Introdução: A preocupação principal de Paulo não era preservar a sua própria vida. O mais importante para ele era cumprir o ministério para o qual DEUS o chamara. Seja qual fosse o fim em vista, mesmo em se tratando do sacrifício da sua vida, ele, com alegria, iria até o fim da sua carreira com esta confiança: CRISTO será, tanto agora como sempre, engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte (Fp 1.20). Engrandecermos a CRISTO estando vivos é fácil entender; mas engrandecê-lo por nossa morte é difícil para todos entender e aceitar. Para Paulo, a vida e o serviço para CRISTO são representados como uma carreira ou corrida que se deve correr com absoluta fidelidade ao seu Senhor(AT 20:24). Em Tudo isso ele se dedicou de corpo e alma aos Senhor e aos vocacionados para servir ao Senhor. Paulo nos deixa uma lição; nós precisamos se dedicar a Deus e aqueles a quem o Senhor chamou para sua Obra. Passando-lhes nossas experiências e ensinando-lhes Aquilo que o Senhor nos deu.

1- ÉFESO, o ponto de Aprendizado dos Vocacionados:

Paulo mandou chamar todos os novos convertidos, crentes em geral e obreiros que estavam na igreja em Éfeso para se encontrarem com ele em Mileto, cidade que ficava próxima a Éfeso, um pouco mais a abaixo (vide mapa). Ele queria fazer uma grande despedida sua desses irmãos. Paulo diz para eles sobre sua evangelização ali entre eles. Ele se emociona e chora. Ele se entristece muito por ter que deixar os irmãos e partir. Ele fala do seu sofrimento para evangelizá-los. Paulo fala da importância da pregação e ensino de casa em casa. Quantas perseguições! Quantas lágrimas! Quanta Tribulação! E agora diz que o ESPÍRITO SANTO tem revelado a ele de cidade em cidade que quando chegar em Jerusalém vai sofrer muito. Mas ele está decidido a cumprir o seu Ministério. Ele sabe que JESUS o chamou para arriscar sua própria vida e até mesmo dar sua vida pelo evangelho. Sabe que vai sofrer por causa do evangelho. Mas ele está disposto a se gastar e a sedeixar gastar pelo evangelho e pelos crentes que o aceitaram. Pelas revelações dadas pelo ESPÍRITO SANTO aos profetas da igreja por onde passou que passará por tribulações e por prisões. Mas ele diz bem claro que não tem a sua vida por preciosa. A sua vida pertence a DEUS. Ele recebeu o Ministério diretamente de JESUS. Está disposto a cumprir seu Ministério até o fim. E que tem uma carreira proposta. Ele tem um Ministério proposto. E ele foi vocacionado para isto mesmo. Seu Ministério é dar testemunho de JESUS CRISTO. Do evangelho da graça de DEUS a todos, custando o que custasse. Ele diz agora para eles que sabe que por toda a parte onde ele passou pregando o Reino de DEUS, eles não verão mais o seu rosto porque ele está se despedindo para não voltar. Sabe que o espera prisões, açoites, perseguições e tribulações. Mas novamente diz que está disposto a passar por tudo isto. Preocupado com os efésios, ele chama a atenção dos líderes. É um momento de alerta. Diz que está limpo do sangue de todos aqueles que ouviram o evangelho através dele, tanto os que obedeceram, quanto aos que não obedeceram. Ele fez a sua parte, pregou o evangelho legítimo na sinceridade de seu coração e fé. Anunciou o evangelho verdadeiro. O evangelho de JESUS CRISTO que nunca deixou de anunciar. O verdadeiro conselho de DEUS, a verdadeira palavra de DEUS. E ele adverte a eles para que olhem para si mesmos. Para o tipo de Evangelho que eles estão pregando e principalmente pelo tipo de evangelho que eles estavam vivendo. Exorta-os a que percebessem como estavam tratando o rebanho de DEUS sobre o qual o ESPÍRITO SANTO os constituiu para que cuidassem dele e o apascentassem. Este rebanho é a igreja de JESUS CRISTO que foi comprada com seu próprio sangue, portanto caríssimo preço, valor inestimável. Paulo diz que sabe que depois de sua partida muitos falsos mestres, falsos pastores, falsos líderes, falsos irmãos que viviam a espreita do rebanho, esses que ele chama de lobos Cruéis, entrarão no meio do rebanho, no meio da igreja e tentarão de toda maneira se levantar dentre eles mesmos e falar com perversas palavras e vão atrair os discípulos após eles. É claro, com enganos e com mentiras. Com falsas promessas. Com amor fingido. Ele os alerta para que vigiem. Durante 3 anos esteve ali entre eles e não cessou, noite e dia, com lágrimas, de lhes anunciar JESUS e a salvação só através Dele, sempre advertindo-os dos perigos dos falsos mestres, falsos pastores, falsos líderes, falsos irmãos. E ele diz agora que encomenda cada um a DEUS e a Palavra da sua graça. Diz que DEUS é poderoso para os edificar e dar herança entre os santificados. É claro desde que eles estivessem debaixo da orientação do ESPÍRITO SANTO e em santificação de vida. Ou seja, em separação completa para DEUS. Em sua defesa diz: “De ninguém cobicei a prata, nem o ouro, nem a veste. Paulo gastou e deixou se gastar pelas almas.

II – O LEGADO DOUTRINÁRIO DE PAULO PARA OS NOVOS LÍDERES 

-(At 20.28) “Olhai, pois, por vós e por todo o rebanho sobre que o ESPÍRITO SANTO vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de DEUS, que ele resgatou com seu próprio sangue.”

Nenhuma igreja poderá funcionar sem dirigentes para dela cuidar. Logo, conforme 14.23, a congregação local, cheia do ESPÍRITO, buscando a direção de DEUS em oração e jejum, elegiam certos irmãos para o cargo de presbítero ou bispo de acordo com as qualificações espirituais estabelecidas pelo ESPÍRITO SANTO em 1Tm 3.1-7; Tt 1.5-9. Na realidade é o ESPÍRITO que constitui o dirigente de igreja. O discurso de Paulo diante dos presbíteros de Éfeso (20.17-35) é um trecho básico quanto a princípios bíblicos sobre o exercício do ministério de pastor de uma igreja local.

PROPAGANDO A FÉ. (1) Um dos deveres principais do dirigente é alimentar as ovelhas mediante o ensino da Palavra de DEUS. Ele deve ter sempre em mente que o rebanho que lhe foi entregue é a congregação de DEUS, que Ele comprou para si com o sangue precioso do seu Filho amado (cf. 20.28; 1Co 6.20; 1Pe 1.18,19; Ap 5.9). (2) Em 20.19-27, Paulo descreve de que maneira serviu como pastor da igreja de Éfeso; tornou patente toda a vontade de DEUS, advertindo e ensinando fielmente os cristãos efésios (20.27). Daí, ele poder exclamar: “estou limpo do sangue de todos” (20.26). Os pastores de nossos dias também devem instruir suas igrejas em todo o desígnio de DEUS. Que “pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina” (2Tm 4.2) e nunca ministrar para agradar os ouvintes, dizendo apenas aquilo que estes desejam ouvir (2Tm 4.3).

GUARDANDO A FÉ. Além de alimentar o rebanho de DEUS, o verdadeiro pastor deve diligentemente resguardá-lo de seus inimigos. Paulo sabe que no futuro Satanás levantará falsos mestres dentro da própria igreja, e, também, falsários vindos de fora, infiltrar-se-ão e atingirão o rebanho com doutrinas antibíblicas, conceitos mundanos e idéias pagãs e humanistas. Os ensinos e a influência destes dois tipos de elementos arruinarão a fé bíblica do povo de DEUS. Paulo os chama de “lobos cruéis”, indicando que são fortes, difíceis de subjugar, insaciáveis e perigosos (ver 20.29; cf. Mt 10.16). Tais indivíduos desviarão as pessoas dos ensinos de CRISTO e os atrairão a si mesmos e ao seu evangelho distorcido. O apelo veemente de Paulo (20.28-31) impõe uma solene obrigação sobre todos os obreiros da igreja, no sentido de defendê-la e opôr-se aos que distorcem a revelação original e fundamental da fé, segundo o NT.

A igreja verdadeira consiste somente daqueles que, pela graça de DEUS e pela comunhão do ESPÍRITO SANTO, são fiéis ao Senhor JESUS CRISTO e à Palavra de DEUS. Por isso, é de grande importância na preservação da pureza da igreja de DEUS que os seus pastores mantenham a disciplina corretiva com amor (Ef 4.15), e reprovem com firmeza (2Tm 4.1-4; Tt 1.9-11) quem na igreja fale coisas perversas contrárias à Palavra de DEUS e ao testemunho apostólico (20.30).

Líderes eclesiásticos, pastores de igrejas locais e dirigentes administrativos da obra devem lembrar-se de que o Senhor JESUS os têm como responsáveis pelo sangue de todos os que estão sob seus cuidados (20.26,27; cf. Ez 3.20,21). Se o dirigente deixar de ensinar e pôr em prática todo o conselho de DEUS para a igreja (20.27), principalmente quanto à vigilância sobre o rebanho (20.28), não estará “limpo do sangue de todos” (20.26; cf. Ez 34.1-10). DEUS o terá por culpado do sangue dos que se perderem, por ter ele deixado de proteger o rebanho contra os falsificadores da Palavra (ver também 2Tm 1.14; Ap 2.2).

III – PAULO APELA AOS LÍDERES COMO LIDAR COM OS   VOCACIONADOS

-Diante da grande responsabilidade de salvaguardar a verdadeira doutrina bíblica e de transmiti-la aos fiéis, o apóstolo Paulo expõe algumas características imprescindíveis que devem ser encontradas nos vocacionados que desejam servir no ministério da Palavra.

-O dicionarista Houaiss (2001, p. 620) define a palavra “caráter” como “o conjunto das qualidades boas ou más de um indivíduo que lhe determina a conduta – como a pessoa age”. Paulo escreve a Timóteo, dizendo que aquele que almeja cooperar na obra do Senhor excelente obra almeja (1Tm 3.1). No entanto, estará apto para esse serviço se, além de ter a chamada divina, for irrepreensível no seu caráter: “Convém, pois, que… seja irrepreensível” (1Tm 3.2-a). No texto de Atos 16.2, ver-se que Timóteo era reconhecido em sua cidade Listra e também em Icônio. É muito animador ver que existem pessoas que são capazes de causar uma boa impressão. Porém, no caso de Timóteo, o seu testemunho falava alto, a ponto de pessoas de outra cidade reconhecerem a sua fé. Portanto, é imprescindível que aquele que coopera na obra de Deus possua as qualificações morais que a Bíblia exige (At 6.3; 1Tm 3.1-16; Tt 1.5-9).

-Paulo lembrou a Timóteo o exemplo de Jesus diante de Pôncio Pilatos: “Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza.” (1Tm 4.12; 6.13-16). Ter um bom testemunho perante as pessoas, obedecer aos mandamentos de Cristo e guardá-los sem mácula, com um coração puro, íntegro e sincero perante Deus. Que as pessoas ao nosso redor reconheçam em nós o caráter de Jesus! Ser sal e luz e fazer toda a diferença! Timóteo imitou o modo de vida de Paulo; escolheu alguém que agradava à Deus e seguia os passos de Cristo; tirou para si tudo o que havia de bom na figura de Paulo. Todos aqueles que irão viver a eternidade deverão ser encontrados irrepreensíveis antes da volta de Cristo (1Tm 6.6-7; 2Pd 3.14; Mt 5.8).

-O dicionarista Houaiss (2001, p. 2440) define a palavra “responsável” como “aquele que responde por seus atos ou pelos de outrem; que tem condições morais”. O serviço do Senhor precisa ser feito com muita responsabilidade, visto que aquilo que fazemos e a maneira como realizamos serão submetidos à análise no Tribunal de Cristo, onde as obras dos salvos serão julgadas (Rm 14.10; 1Co 3.13-15; 1Co 5.10).

3.4 Conhecedor e pregador da Palavra de Deus. Paulo nos aconselha a pregar a Palavra de Deus. Não podemos perder as oportunidades de ministrar a Palavra aos nossos amigos e familiares, mesmo quando sabemos que os confrontaremos. Devemos atender a este mandamento do Senhor e pregar. Não calar os nossos lábios e dizer aquilo que o Senhor tem colocado em nosso coração é dever cristão (2Tm 4.1-2; 1Tm 6.17-21). O apóstolo Paulo já afirmou: “Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, e que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus” (2Tm 3.14-15).

CONCLUSÃO: Aprendemos que o apóstolo Paulo apela para ué os obreiros tenham desprendimento material, cuidado espiritual  e prudência para fazer a obra de Deus.


Comente a matéria

*Seu e-mail não será publicado.

*
*

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
YouTube
YouTube
Instagram