Portal | ADSMC

Notícias da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em São Miguel dos Campos/AL.

Atendimento

terça, quinta e sexta das
08h às 13h.
(82) 3271 2498
adsmc@uol.com.br

→ Escola Bíblia Dominical

Lição 9- O Primeiro Projeto de Globalismo

Comentário com o Pr. Jairo Teixeira Rodrigues 

Texto: Pr. Jairo Teixeira Rodrigues

Publicado em 29 fev 2020

Introdução: As Escrituras revelam que um projeto global de poder que tire DEUS do centro é, por natureza, maligno. Isso foi registrado nas Sagradas Escrituras. A partir de um projeto global de poder, homens intentaram construir um “mundo particular” em que DEUS não faria mais parte dele. Em pleno século XXI assistimos a esse mesmo projeto global de poder. Suas cores foram modificadas, mas a essência continua a mesma: Uma cultura secular que, no “espírito do Antricristo”, projeta um estilo de vida sem DEUS, uma espiritualidade fabricada e uma religião produzida. Entretanto, como na civilização de Babel, DEUS continua a intervir poderosamente no mundo, mostrando ao homem que seus intentos têm limites. Ele continua a governar o mundo. Diferenças entre Globalismo e Globalização (modernamente)

Constantino fez uma feliz explicação da diferença entre globalismo e globalização. Em suma, a globalização é um fenômeno de conexão comercial entre países com economias pulsantes, abrindo, assim, a possibilidade da competição econômica e de transações comerciais a nível mundial; o globalismo, por sua vez, é um fenômeno político que parte do pressuposto do “vale tudo por poder”. Não há erros em tal discrição do Constantino e como abordagem introdutória é de uma riqueza ímpar, mas creio ser necessário aprofundar algumas características históricas e filosóficas do globalismo para podermos, então, compreendê-lo em seus vieses políticos e como ele age na contemporaneidade. O globalismo é um movimento ideológico que busca suprimir uma moral estrutural, uma tradição arraigada e/ou conceitos que sustentam a realidade ocidental tal como recebemos dos séculos que nos precederam. Tal movimento é verdadeiramente uma engenharia social em sua conceituação mais dinâmica e completa. Todavia, engana-se quem pensa que esse é uma intuição nova, talvez seja nova a sua roupagem e sua retórica, mas as suas ambições são tão antigas quanto o própria URSS no desejo de expandir sua filosofia política soviética pelo leste europeu e Américas. (Desde Ninrode o globalismo existe como vamos ver nesta lição)

O comunismo estruturou sua fé ideológica sobre um comando que se reverberou por todos os cantos onde tais ideias chegaram. “Proletários de todos os países, unam-se” (MARX; ENGELS. 2012, p. 83), foi o brado de guerra deixado por Karl Marx ao fim de seu Manifesto do partido comunista. Desde então, entendeu-se que o comunismo deveria ser alicerçado sob uma corrente internacionalista — podemos dizer de maneira sumária: o precursor do globalismo moderno foi a URSS em sua filosofia universalista —, a partir de então o encontro dos comunistas multinacionais começou a se chamar: “internacional comunista”. Sob Lênin inicia-se trama para a revolução global, mas as anexações dos países, propriamente dita, somente se inicia ao fim da vida de Lênin e tem sua continuidade sob Stálin. É bem verdade que Stálin assume muitas características do puro nacionalismo fascista; Vladimir Tisma?neanu afirma que há um freamento na exportação da filosofia leninista e começa-se a exportar um “russocentrismo” e um utopismo comunista em sua vertente mais radical. Nada que nos espante, afinal, o fascismo e comunismo nunca tiveram tão distante assim como se pensa. Aliás, Tisma?neanu também já afirmara em seu livro Do comunismo: “O comunismo e o fascismo são gênios totalitários, são dois gêmeos totalitários”. (TISMANEANU. 2015, p. 16)Globalismo https://logosapologetica.com/o-que-e-globalismo/

I- O GLOBALISMO: O globalismo é o fracassado desejo autoritário esquerdista de uma visão de “mundo único” que rejeita o importante papel das nações na proteção de valores e no incentivo. à produtividade. O globalismo é anti-americano no sentido de incentivar os americanos a adotar uma “visão de mundo” em vez de uma “visão americana.” O objetivo final do globalismo é a eventual unificação da humanidade sob um governo mundial.

Os globalistas se opõem ao nacionalismo, à soberania nacional e ao autogoverno . Em vez disso, eles favorecem fronteiras abertas , livre comércio , vistos H-1B , intervencionismo, ajuda externa e mudanças na Constituição dos EUA . Eles se opõem à forte segurança nas fronteiras e à construção de muros fronteiriços. Globalistas se opuseram a Donald Trump em 2016. Em vez disso, os globalistas preferiram Jeb Bush , John Kasich , Marco Rubio e Ted Cruz, pela nomeação, a última das quais votou a favor da agenda globalista como senadores. Os globalistas podem vir de várias inclinações políticas, da extrema esquerda para aquelas consideradas no centro- direita. George Soros e os irmãos Koch são globalistas. Os globalistas afirmam falsamente que a migração em massa é necessária para o crescimento econômico.

Os esquerdistas apoiam o globalismo porque isso leva ao poder centralizado, proporcionando assim aos esquerdistas uma maneira mais fácil de obter controle. Os esquerdistas podem mais facilmente persuadir um punhado de pessoas no governo centralizado a governar a seu favor do que convencer a todos de sua agenda em uma forma descentralizada de governo.

Cristãos teologicamente conservadores/ortodoxos acreditam que a razão última para o impulso ao globalismo e ao governo mundial é a rebelião contra DEUS levando ao Anticristo – em vez de se submeter a DEUS e reconhecer que só Ele pode unir o mundo e trazer paz mundial, liberal Os globalistas buscam criar a própria utopia e glorificar a humanidade em vez de DEUS.

De acordo com o Oxford American Dictionary, o globalismo é a defesa da “interpretação ou planejamento da política econômica e externa em relação a eventos e desenvolvimentos em todo o mundo”. Em suas formas mais extremas, às vezes é expresso usando termos como “um mundo”, apoio a um único governo mundial e / ou termos como “cidadão do mundo” ou “cidadão global”. Alguns grupos globalistas, como o Movimento Federalista Mundial, e algumas religiões não-cristãs, como Bahai , fazem campanha ativa pelo governo mundial.

Globalização – https://www.significados.com.br/globalizacao/

É o processo de aproximação entre as diversas sociedades e nações existentes por todo o mundo, seja no âmbito econômico, social, cultural ou político. Porém, o principal destaque dado pela globalização está na integração de mercado existente entre os países. A globalização permitiu uma maior conexão entre pontos distintos do planeta, fazendo com que compartilhassem de características em comum. Desta forma, nasce a ideia de Aldeia Global, ou seja, um mundo globalizado onde tudo está interligado. O processo de globalização se constitui pelo modo como os mercados de diferentes países e regiões interagem entre si, aproximando mercadorias e pessoas. Costumes, tradições, comidas e produtos típicos de determinada localidade passam a estar presentes em outros lugares totalmente diferentes. Isso acontece graças a troca e liberdade de informações que a globalização pode proporcionar. A quebra de fronteiras gerou uma expansão capitalista onde foi possível realizar transações financeiras e expandir os negócios – até então restritos ao mercado interno – para mercados distantes e emergentes.

A globalização é um dos processos de aprofundamento internacional da integração econômica, social, cultural e política, que teria sido impulsionado pela redução de custos dos meios de transporte e comunicação dos países no final do século XX e início do século XXI.

Não há nada de errado em Globalizar coisas boas que vão modificar pessoas para que andem em paz, justiça, amor e temor de DEUS, mas quando a globalização é para o lado mal, ai teremos uma situação de caos.

Globalismo boa – A Igreja é uma forma de globalização, todos nós gostaríamos que todas as pessoas do mundo fossem salvas. Trabalhamos e existimos para isso, enquanto estivermos aqui na Terra.

Rogo-vos, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados,

com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, procurando guardar a unidade do ESPÍRITO pelo vínculo da paz:há um só corpo e um só ESPÍRITO, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só DEUS e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos, e em todos. Efésios 4:1-6.

Globalismo ruim – Cristãos teologicamente conservadores/ortodoxos acreditam que a razão última para o impulso ao globalismo e ao governo mundial é a rebelião contra DEUS levando ao Anticristo– em vez de se submeter a DEUS e reconhecer que só Ele pode unir o mundo e trazer paz mundial, liberal Os globalistas buscam criar a própria utopia e glorificar a humanidade em vez de DEUS.

Na Grande Tribulação haverá o Globalismo maligno governado por Satanás. Seus representantes serão o Anticristo e o Falso Profeta.

O comunismo é uma forma de globalismo maligno. A união sem DEUS no comando é suicídio social.

No Milênio haverá o Globalismo bom – JESUS CRISTO governando sobre tudo e sobre todos. Aqui governo de DEUS sobre a Terra.

A união com DEUS no comando é glorioso futuro.

Diferença principal entre Globalismo e Globalização.

Globalismo tem ideologia, tem religião, tem interferência na vontade humana. Domínio do povo pela autoridade intelectual e financeira.

Globalização é política de livre comércio, é união das nações em torno de objetivos principalmente econômicos. É abrir fronteiras comerciais.

-A apostasia de Cam e de Canaã.

E abençoou DEUS a Noé e a seus filhos e disse-lhes: frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra. Gênesis 9:1

E despertou Noé do seu vinho e soube o que seu filho menor lhe fizera. E disse: Maldito seja Canaã; servo dos servos seja aos seus irmãos. Gênesis 9:24,25

Noé não poderia amaldiçoar a quem DEUS abençoou, portanto, amaldiçoou o filho de Cam, Canaã.

E os filhos de Cam são: Cuxe, e Mizraim, e Pute, e Canaã. Gênesis 10:6

E foi o termo dos cananeus desde Sidom, indo para Gerar, até Gaza; indo para Sodoma, e Gomorra, e Admá, e Zeboim, até Lasa. Gênesis 10:19

CAM (Strong Português) ?? Cham

Cam = “quente” – segundo filho de Noé, pai de Canaã e de vários povos que vieram a ser habitantes das terras do sul

CANAÃ (Strong Português) ???? K ?ena Ìan

Canaã = “terras baixas” .

1) o quarto filho de Cam e o progenitor dos fenícios e das várias nações que povoaram a costa marítima da Palestina

2) a região oeste do Jordão povoada pelos descendentes de Canaã e subsequentemente conquistada pelos israelitas sob a liderança de Josué.

3)O descaso para com o mandamento divino.

Havia uma expressa ordem divina quanto à povoação da Terra (Gn 9.7). Havia também uma aliança (Gn 9.11).

Mas vós, frutificai e multiplicai-vos; povoai abundantemente a terra e multiplicai-vos nela. Gênesis 9:7

E eu convosco estabeleço o meu concerto, que não será mais destruída toda carne pelas águas do dilúvio e que não haverá mais dilúvio para destruir a terra. Gênesis 9:11

Creio que Sem e Jafé se separaram de Cam e sua descendência a partir dai.

Mesmo separados não obedeceram a ordem de DEUS no povoamento da terra toda, pelo menos nesse momento. Após Babel todos eles se separaram e foram pelas terras do mundo afora se multiplicando e povoando toda a terra.

II- O GLOBALISMO DE BABEL:

1. Uma só língua e um só povo.

Ninguém pode afirmar qual língua era falada antes da torre de Babel. Os estudiosos dizem que o hebraico é bem mais recente. O fato é que só existia uma língua comum a todos. Nem sotaque e nem regionalismos existiam, pois todos moravam juntos em uma mesma localidade – Sinar, na Mesopotâmia.

o qual se opõe e se levanta contra tudo o que se chama DEUS ou se adora; de sorte que se assentará, como DEUS, no templo de DEUS, querendo parecer DEUS. 2 Tessalonicenses 2:4

Analisando o comportamento do Anticristo, podemos deduzir que Ninrode seria o anticristo daquela época. Foi ele quem incitou e comandou o povo na construção de Babilônia e da Torre de Babel. Queria ser adorado e exaltado. Queria subir até ao céu e ser como DEUS. Queria desafiar a DEUS não temendo outro dilúvio porque estaria nas alturas. Não queria obedecer a DEUS no povoamento da Terra. A estratégia era para que não existissem outros povos. Assim seria o único líder adorado por todos.

A ordem de JESUS é que o Evangelho não se concentre em Jerusalém, mas que alcance os confins da Terra (At 1.8).

E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Marcos 16:15 Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do ESPÍRITO SANTO; ensinando-as a guardar todas as que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém! Mateus 28:19,20

2. A construção de Babel.

Em contraste com os conceitos evolucionários das origens humanas, as Escrituras afirmam claramente que os primeiros homens da história tinham todos os talentos necessários para alcançar grandes realizações culturais. Caim, o filho de Adão, construiu uma cidade, e os seus descendentes imediatos viveram em cabanas, domesticaram gado, inventaram instrumentos musicais (“a harpa e o órgão”), e forjaram “toda obra de cobre e de ferro” (Gn 4.17-22). Noé tinha capacidade e ferramentas suficientes para construir uma gigantesca arca, de acordo com as especificações Divina (Gn 6.14-16). A grande longevidade e a unidade da linguagem sem dúvida contribuíram para um rápido desenvolvimento das artes e da ciência,

Um paralelo ao crescimento da civilização foi o amadurecimento da depravação espiritual. Na verdade, alguns notáveis homens de DEUS viveram durante esse período, como Abel, Enoque, Lameque e Noé; mas a raça, como um todo, afundou nas profundezas do abismo, do pecado (Gn 6.5-12; Mt 24.38; Jd 14,15).

III- A CONFUSÃO DAS LÍNGUAS:

Então, desceu o Senhor para ver a cidade e a torre que os filhos dos homens edificavam; Gênesis 11:5

Não vamos imaginar que DEUS deixou o trono de glória e desceu para olhar de perto aquele trabalho, mas podemos imaginar que vendo DEUS lá do céu (DEUS é onisciente, onipresente e onipotente), decidiu intervir.

Vemos em outro episódio onde a Bíblia diz que DEUS desceu – JESUS, em uma Teofania (pré-reencarnação de JESUS) se manifestou a Abraão para o abençoar, mas quem foi ver e aplicar juízo foram dois anjos enviados por DEUS.

E levantou os olhos e olhou, e eis três varões estavam em pé junto a ele. E, vendo-os, correu da porta da tenda ao seu encontro, e inclinou-se à terra, Gênesis 18:2 Disse mais o Senhor: Porquanto o clamor de Sodoma e Gomorra se tem multiplicado, e porquanto o seu pecado se tem agravado muito, descerei agora e verei se, com efeito, têm praticado segundo este clamor que é vindo até mim; e, se não, sabê-lo-ei. Então, viraram aqueles varões o rosto dali e foram-se para Sodoma; mas Abraão ficou ainda em pé diante da face do Senhor. Gênesis 18:20-22

Então, disseram aqueles varões a Ló: Tens alguém mais aqui? Teu genro, e teus filhos, e tuas filhas, e todos quantos tens nesta cidade, tira-os fora deste lugar; pois nós vamos destruir este lugar, porque o seu clamor tem engrossado diante da face do Senhor, e o Senhor nos enviou a destruí-lo. Gênesis 19:12,13

Em Sinear os descendentes de Noé construíam duas gigantescas obras, a cidade de Babilônia e a Torre que mais tarde seria cahama “Torre de Babel”.

Em sua infinita sabedoria e amor, para não destruir outra civilização, DEUS sabe exatamente o que fazer para impedir a loucura daqueles homens – confunde a língua daquela civilização (Gn 11.5-7).

Desentendendo-se, os filhos de Noé reagrupam-se de acordo com sua nova realidade linguística, e espalham-se por toda a terra.

A rebelião daqueles homens fora realmente grande. Mas como DEUS havia prometido não mais destruir a humanidade (Gn 9.11), decide espalhá-la para que os homens, separados uns dos outros, tivessem mais oportunidade de sobreviver numa terra contaminada pela apostasia.  O Teísmo Aberto menospreza a glória divina. Na realidade, somente Deus é verdadeiramente livre. A liberdade humana é relativa. Em última análise, o relacionamento da soberania e presciência divinas com a liberdade e responsabilidade humanas está muito além do alcance da compreensão das criaturas (humanas e angelicais). O Teísmo Aberto dá crédito à criatividade e à desenvoltura de Deus quando Ele consegue “instigar” os agentes morais livres a agirem de conformidade com os planos e caminhos dEle.

Ao perguntar-se acerca do que acontece “quando o índice de sucesso de Deus diminui”, Ware menciona que os teístas abertos reconhecem que “a liberdade possibilita que males horríveis e despropositais venham a acontecer. Embora Deus tente evitar tal sofrimento horrível, dizem eles, há muitas ocasiões em que Ele, simplesmente, não consegue evitá-lo”. Nesse caso, Deus tem que assumir a responsabilidade pelo fracasso de Seus planos.

Em lugar de um Deus temível que controla e dirige tudo o que acontece sem o mínimo esforço, temos que abrir espaço para um Deus que trabalha fazendo horas extras para se manter à frente de todas as livres decisões morais, previamente desconhecidas e inexistentes, tomadas a cada instante de cada dia. Dizer que Deus não se interfere na realidade humana é descrer que Deus age.

IV – A AÇÃO DE DEUS DIANTE DA DO GLOBALISMO DE BABEL;

1- Deus desceu (Gn 11.5,7-a). “O Deus do céu jamais fica perplexo nem paralisado com aquilo que as pessoas fazem aqui na Terra. A arrogante exclamação de Babel ‘Subamos!’ foi respondida com tranquilidade pelo céu: ‘Desçamos!’. É claro que Deus não precisa realizar uma investigação para saber o que está acontecendo em seu Universo; a linguagem usada serve apenas para dramatizar a intervenção divina” (WIERSBE, 2010, p. 78 – grifo nosso).

2- Deus confundiu (Gn 11.7-b). A Bíblia diz que Deus desceu para embargar o projeto da construção dessa Torre, confundindo-lhes a língua ao ponto de não se entenderem para não levar adiante aquele projeto. “A palavra Babel (Babilônia) dava-se a si própria o nome de “Bab-ili”, “portal de Deus”. Mas, mediante um jogo de palavras, a Escritura sobrepõe o rótulo mais verdadeiro, “bãlal” que significa “ele confundiu”. Na Bíblia, esta cidade veio a simbolizar crescentemente a sociedade ateísta, com suas pretensões (Gn 11), perseguições (Dn 3), prazeres, pecados e superstições (Is 47.8-13), suas riquezas e sua eventual ruína (Ap 17,18)” (KIDNER, 2001, p. 103). Aprendemos com isso que, todo e qualquer projeto a ser realizado alienado de Deus, mais cedo ou mais tarde sucumbirá (Sl 127.1-3; Mt 7.24-27).

3- Deus espalhou (Gn 11.8). Aquilo que o povo havia temido lhes sobreveio devido a seus atos quando Deus “os dispersou dali pela superfície da terra” (Gn 11.8). Impossibilitados de se comunicar de forma apropriada, os trabalhadores tiveram de interromper a construção da torre. “Não sabemos o que Deus fez com a Torre, uma tradição judaica diz que o fogo desceu do céu a consumiu até os alicerces. Outra tradição afirma que ela foi derrubada pela força do vento” (PFEIFFER, 2007, p. 249).

CONCLUSÃO: A nova ordem mundial que o mundo está hoje a formular com tanto entusiasmo, não passa de um plano de Satanás para privar as nações da sua auto-determinação política e econômica bem assim como da sua liberdade religiosa. A globalização está-lhes a ser oferecida a bem da paz e de uma maior união e harmonia, mas culminará depois na ditadura cruel e adoração forçada do Anticristo como Deus. Todos os seguidores e cúmplices do Anticristo que aceitarem o seu número e o adorarem vão participar no seu julgamento eterno:

“Se alguma pessoa adorar a besta e a sua imagem e receber a sua marca na testa ou na mão, ela beberá também do vinho da ira de Deus, que é vertido forte na taça da Sua indignação. E ela será atormentada com fogo e enxofre na presença dos santos anjos e na presença do Cordeiro. E o fumo do seu tormento eleva-se para todo o sempre; e os que adoram a besta e a sua imagem e quem quer que receba a marca do seu nome não têm descanso dia ou noite” (Apocal. 14:9-11).

O falso príncipe da paz e campeão da globalização vai ser seguido com espanto por todo o mundo. Ele será o anjo da luz especial de Satanás, que levará milhões de pessoas a serem apanhadas para o reino das trevas sem darem por isso.

Mas o Senhor espera de nós agirmos como oponentes do Anticristo – também agora, que a sua política de união global está a ser propagada com tanta convicção como necessária e condutora à restauração política e econômica do mundo inteiro. Nós devemos ser capazes de ver o engano escondido por trás deste plano e nunca lhe obedecermos.

Durante estes tempos de escuridão, devemos agarrar-nos à promessa do Senhor Jesus que Ele vem buscar os Seus discípulos antes do Anticristo ser revelado e de começarem a  sentir-se os horrores do seu reino de sete anos: “Olhai portanto e orai sempre, para que possais ser considerados dignos de escapar a todas estas coisas que vão acontecer, e de vos apresentardes perante o Filho do Homem” (Lucas 21:36). Está marcado para 14 de maio de 2020, uma reunião para unificar dez nações para a preparação do governo mundial. Tudo nos mostra que Cristo já volta. Breve Jesus voltará.


Comente a matéria

*Seu e-mail não será publicado.

*
*

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
YouTube
YouTube
Instagram